Suplementação Alimentar

Suplementação Alimentar

A busca por um “corpo perfeito” e da performance nos exercícios físicos tem feito com que algumas pessoas adotem estratégias radicais nem sempre associadas à promoção da saúde. Do ponto de vista alimentar, destaca-se o surgimento de diversas “dietas milagrosas” bem como o crescimento do consumo de suplementos nutricionais nos últimos 10 anos.

No lugar de uma nutrição adequada ao tipo de treino, a falta de conhecimento sobre o assunto, assim como hábitos alimentares inadequados e a forte influência dos treinadores e da mídia, acaba levando esses indivíduos a utilizarem suplementos nutricionais e a adotarem um comportamento alimentar que nem sempre atingem os objetivos esperados.

Suplementos alimentares são indicados para pessoas que não se alimentam adequadamente, ou que, necessitam de um aporte extra de calorias, carboidratos e proteínas. Há casos específicos, como os de atletas, que passam a maior parte do dia treinando e, com isso, não conseguem suprir suas necessidades nutricionais somente com as refeições diárias normais. Nesses casos em específicos, se indica o uso de suplementos para complementar a alimentação base.

A suplementação tem o objetivo de complementar com outros nutrientes a dieta diária de uma pessoa saudável, em casos onde sua ingestão, a partir da alimentação, seja insuficiente não podendo substituir os alimentos e nem serem considerados como dieta exclusiva.

O nutricionista é o profissional habilitado para investigar os hábitos alimentares dos indivíduos, através de métodos específicos. A simples ingestão do alimento ou do suplemento não garante que seus nutrientes estarão biodisponíveis, ou seja, que serão utilizados para o fim esperado. É necessário analisar a real necessidade de suplementar, qual suplemento utilizar e a qualidade da matéria-prima que está sendo utilizada. E também ter condições químicas e fisiológicas ideais para absorção, transporte, e utilização pelas células do organismo. Essas etapas são essenciais para o metabolismo funcionar direito.

Deve-se ter muito cuidado ao fazer uso de suplementos, os quais se utilizados sem necessidade podem ser prejudiciais à saúde do indivíduo, já que a ingestão estará acima do que ele necessita diariamente. Podemos citar o exemplo do uso excessivo de suplementos com carboidratos que pode levar a um ganho de peso indesejado.

Outro exemplo que pode ser dado é o dos repositores hidroeletrolíticos, que são bebidas com associação de carboidratos e eletrólitos (sódio, cloreto, potássio, vitaminas e minerais) para a reposição de água e minerais durante o exercício. Ou os repositores energéticos que são formulados principalmente com carboidratos para alcançar ou manter o nível de energia necessário do atleta.

Além desses, podemos citar os suplementos proteicos, para complementar as necessidades do esportista. Há, também, os compensadores, no qual possuem uma formulação variada de nutrientes como carboidratos, proteínas, gorduras, vitaminas e minerais. Os aminoácidos de cadeia ramificada, que possuem concentrações variadas de valina, leucina e isoleucina como fornecedores de energia, os quais estão relacionados com o processo anabólico do metabolismo e à redução da fadiga em exercícios de longa duração.

Na hora da compra de determinados suplementos deve-se estar atento. Indivíduos que adquirem suplementos alimentares produzidos fora do Brasil devem ter atenção redobrada! Esses suplementos podem conter ingredientes que não são seguros para serem consumidos como alimento ou podem possuir substâncias com propriedades terapêuticas.

O uso indiscriminado desses suplementos alimentares tem sido relacionado na literatura como causadores de danos graves à saúde do indivíduo, como: dependência, efeitos tóxicos no fígado, insuficiência renal, alterações metabólicas e do sistema nervoso central, podendo levar em alguns casos, o indivíduo a morte.

Devido a isso é importante o acompanhamento com o nutricionista especializado, que é o profissional qualificado que irá orientar quais suplementos alimentares serão necessários e sugerir os de qualidade.

Mariane Meurer

NUTRICIONISTA – CRN 10.5317

Gabriela Dors Wilke Rocha

NUTRICIONISTA – CRN 10.4719

Artigos relacionados

Overtraining

Overtraining Síndrome de overtraining (OVT) foi descrita como fadiga crônica e cansaço, onde ocorre um desequilíbrio entre a treino/competição, contra a recuperação. Treinar sozinho raramente é a…